quinta-feira, 17 de Junho de 2010

Curiosidades

•Lema: "Libre, Soberana e Independiente"

•Gentílico: hondurenho

•A pintura de honduras foi fortemente influenciada pela herança espanhola. Os artistas mais importantes no século XX foram os pintores de paisagens Carlos Garay e Antonio Velásquez.

Dança e Música


Uma das danças mais conhecidas é o Sique, que tem suas origens nas danças dos primeiros índios, e a dança favorita na região da Costa Norte é o Mascaro que apresenta fortes influências africanas. Os artistas desta dança frequentemente pintam seus corpos e usam máscaras brilhantemente coloridas.
A música de Honduras é muito variada, Punta é o principal "Ritmo" de Honduras, a música caribenha, como salsa, merengue, reggae, reggaeton e todos amplamente ouvida em especial no Norte, para rancheras mexicanas ouvida no interior, zona rural do país

A nível internacional destaca-se o grupo musical "Banda Blanca", com seus hits "Sopa de Caracol", "Fiesta", "Você sabe quem foi", entre muitos outros. Embora o grupo produz ritmos Merengue, Calypso e afro-caribenhos, sua especialidade é o ritmo "Punta". Quem popularizou na década de 1990.

quarta-feira, 9 de Junho de 2010

Gastronomia



O prato mais típico dos pratos hondurenhos são os preparados com marisco de múltiplas formas. E como em todos os países centro americanos, não pode faltar as tortilhas, o feijão, enchilados, pamonhas de milho, nacatamales e mondongo, rodelas de banana com carne, além das frutas tropicais como manga, abacaxí, mamão, romã e banana.


Honduras tem uma grande variedade de pratos tradicionais: O tiro é um dos pratos mais representativos da cozinha hondurenha. É constituída essencialmente, por uma tortilla de farinha, que é dobrada e cheia de feijões fritos, queijo e creme Parmisano. Outros acrescentam, ovos mexidos ou carne assada a gosto, às vezes você adicionar abacate ou chouriço, mas com qualquer um destes ingredientes é muito delicioso. Além do shot também são populares: chismol carne assada, frango, arroz e milho, peixe frito com cebola em conserva, e é Garifuna prato de peixe frito em óleo de coco.

Literatura




A primeira personalidade a se destacar nas letras hondurenhas foi Josó Ccilio del Valle, polígrafo de conhecimentos enciclopédicos e que dedicou a vida à causa da unificação da América Central. A poesia romântica surgiu modestamente com Manuel Molina Vigil, mas o tradicionalismo literário sobreviveu até o século XX com Luis Andrés Zúñiga, cujas Fábulas (1917) foram reeditadas várias vezes. O período modernista revelou a poesia de Juan Ramón Molin, o maior poeta hondurenho, que recebeu forte influência de Rubén Darío. A edição de suas poesias no volume Tierra, mares y cielos (1911) deve-se a Froilán Turcios, também modernista autor de contos e romances fantásticos em estilo rebuscado. O nome mais famoso da literatura de Honduras é Rafael Heliodor Valle, historiador, poeta e jornalista. Destacam-se ainda Arturo Mejía Nieto, Claudio Barrera, que recebeu influência de César Vallejo e Pablo Neruda, e Roberto Sosa, o poeta de los pobres.